52% das transações bancárias feitas no Brasil foram realizadas via internet ou mobile banking

Google+ empatou com o Twitter entre os usuários Adolescentes
14 de abril de 2015
Número de smartphones já é maior que o de computadores no Brasil
17 de abril de 2015
Ver todos

Os dados são da Pesquisa FEBRABRAN de Tecnologia Bancária 2014, que mostra a evolução da indústria bancária nacional, as principais tendências do setor e investimentos feitos em tecnologia. Segundo o estudo, atualmente 47% das contas ativas no País (51 milhões) realizam transações utilizando internet banking e 24% (25 milhões), smartphones.

Em mobile banking, houve um crescimento significativo no volume de movimentações financeiras em 2014 quando comparado ao ano anterior. Transferências, DOCs, TEDs e pagamentos de contas apresentaram incremento de 180%, totalizando 260 milhões de transações. Outro destaque foi a contratação de crédito, que registrou um aumento de 190% e chegou a 10 milhões de transações.

Já via internet banking, a pesquisa apontou um crescimento de 8% do número de transferências, DOCs e TEDs e de 11% no pagamento de contas. Juntos, esses serviços somam mais de 1,5 bilhão de transações. A contratação de crédito por esse meio também teve alta de 20% (representando um montante de 40 milhões).mobile-banking1

Mesmo com as altas porcentagens de incremento, ainda há muito potencial a ser explorado, já que internet e mobile somam 20% do volume de operações com movimentações financeiras.

Mesmo com o uso de diferentes canais para a realização de transações, as agências bancárias continuam sendo importantes neste novo contexto. “As agências, de fato, ganham um novo papel no atual cenário e passam a ser mais consultivas. Muitos clientes procuram seus gerentes para saber mais sobre novas oportunidades de investimento e serviços que podem ser contratados, com base em seus perfis”, destaca Fosse.

Essa tendência é reforçada pelo crescente número de agências bancárias em todo o País, especialmente nas regiões Norte e Nordeste, que mantiveram um aumento acima dos 5%, o dobro da média nacional.

As regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste apresentam níveis semelhantes de penetração por agência, cerca de 25 a 30 agências para cada 100 mil pessoas da População Economicamente Ativa (PEA).

Investimentos
Mesmo em um momento de desaceleração da economia, os bancos brasileiros continuaram a investir elevadas somas de recursos em tecnologia para atender um cliente cada vez mais exigente e interativo, ávido por novas tecnologias e dispositivos de segurança para realizar suas transações financeiras.

O estudo revelou que, em 2014, as despesas e investimentos em tecnologia pelos bancos foram de R$ 21,5 bilhões. Os investimentos continuam crescendo acima da taxa de inflação (11% ao ano). Os gastos com TI das instituições financeiras representam 18% da totalidade das indústrias do País no ano passado e estão em paridade com países como Estados Unidos e França.internet-banking_caixa

O desenvolvimento de softwares apresenta, em 2014 na comparação com 2013, o maior incremento em volume de investimento (16%), seguidos por hardware (6%), telecom (2%) e outros (1%). Esse movimento reforça a preocupação dos bancos com a prestação de serviço e com a experiência do cliente para oferecer mais eficiência e comodidade em seus canais de atendimento.

“O desafio do setor é planejar esse investimento de forma adequada, balanceando eficiência e experiência do consumidor por meio de uma plataforma integrada de canais e de ofertas aos clientes”, complementa o executivo.

Fonte