Big Data para Pesquisa de Mercado
6 de setembro de 2016
Impacto do zika vírus no planejamento familiar
15 de setembro de 2016
Ver todos

Se existe uma geração que está roubando a cena do marketing atualmente, ela é a dos millennials. Marcas de todos os tipos e tamanhos ao redor do mundo estão tentando entender o que os motiva.

Emergindo das sombras da Geração X, os millennials já representam a maioria da força de trabalho no mundo. Porque entraram na idade adulta e suas preferências já causam impactos econômicos.

Estudos e mais estudos têm mostrado que eles são radicalmente diferentes das gerações anteriores. Por isso, os profissionais de marketing e pesquisadores precisaram desenvolver um profundo entendimento sobre eles.

Quem são os millennials?

Primeiramente, é importante saber de quem exatamente estamos falando. É verdade que não existe um consenso quanto à definição de qual é a faixa etária exata dos millennials. Mas a maioria dos estudos e pesquisas a respeito coloca algo entre 1980 e os anos 2000, com foco especial nos que nasceram por volta de 1995.

Além disso, os millennials são conhecidos por serem uma geração extremamente educada e capacitada. E que, na maioria dos casos, não precisa se preocupar com suas necessidades básicas. Já que tendem a sair tardiamente da casa dos pais.

Mesmo assim, os millennials gastam cerca de $600 bilhões por ano nos Estados Unidos, e preferem investir em coisas ligadas à sua satisfação pessoal. Não se preocupando muito com status social ou conforto excessivo.

Quais são as mudanças no engajamento dos consumidores millennials?

Agora que já sabemos quem eles são, vamos explorar as características que fazem deles tão especiais para os analistas do mercado.

  • Conexão constante – Muitos millennials nem sabem o que é não estar conectado à web. Esta geração costuma sempre consultar a internet antes de fazer qualquer coisa. E a onipresença do mobile vem ajudando muito a manutenção dessa conexão em todos os momentos e lugares.
  • Tempo de atenção curto – Uma das características definidoras dos millennials é seu curto tempo de atenção em uma única atividade. Essa característica pode ser vista nas ferramentas de comunicação que eles usam: whatsapp, snaphat e instagram, entre outros. Todos encorajam uma comunicação rápida, visual e concisa.
  • Um apetite por colaboração – Outra consequência de crescer com a internet é que os millennials preferem processos democráticos e colaborativos. Eles amam fazer parte de um time: querem participar e querem ter suas opiniões ouvidas.
  • Não são fãs do marketing tradicional – Os millennials tendem a achar a propaganda tradicional uma coisa invasiva e chata, tentando fugir dela de todas as formas possíveis. Não é à toa que o número de Adblocks baixados vem crescendo nos últimos anos.
  • Amam novas formas de consumir conteúdos – Os millennials preferem assinar Netflix à TV a cabo, usar o Spotify a comprar ou baixar músicas, entre outros exemplos. Eles gostam de consumir mídias dentro de seus próprios termos. E migram facilmente para formatos que mais se adaptam às suas necessidades. Então, não estão muito dispostos a se encaixar e aceitar o que já existe, mas em buscar o melhor para suas necessidades.
  • Um grupo diverso – É um pouco perigoso olhar para os millennials como um grupo homogêneo. Enquanto eles pertencem à mesma geração, possuem também gostos, comportamentos e níveis de renda muito distintos.

O que o marketing deve ter em mente sobre os millenials?

Marketing para essa geração expert em novas mídias requer uma abordagem sempre atualizada. Aqui estão algumas boas práticas que sua empresa deve levar em consideração:

  1. Crie experiências.

A maioria das empresas está descobrindo uma dolorosa verdade: os millennials não querem comprar coisas. Eles preferem gastar mais dinheiro com experiências e menos com bens materiais.  Na verdade, os millenials são responsáveis pelo crescimento da economia colaborativa – um movimento onde as pessoas acessam o que precisam de outras maneiras, ao invés de fazer compras da maneira tradicional. Por isso, no lugar da propaganda tradicional, muitas marcas estão investindo na realização de eventos para desenvolver experiências positivas. As marcas de bebidas, por exemplo, têm embarcado nessas experiências para construir afinidades com os novos consumidores.

  1. Apoie causas que sejam importantes para eles.

Os millennials se importam muito em comprar produtos e ajudar marcas que se alinhem com seus valores pessoais. Essas crenças podem ser relacionados com causas sociais, políticas e/ou ambientais, dependendo da atividade da empresa e dos consumidores. É interessante que a empresa analise quais os maiores impactos da sua atuação e como ela poderia se posicionar melhor. Pois os millennials procuram empresas que simbolizem bem o estilo de vida que apoiam e pretendem seguir.

  1. Se mantenha autêntico.

Para os millennials, a autenticidade das marcas é um fator de extrema importância. Eles são capazes de perceber fraudes e não hesitam em trocar de marca se sentirem que uma não está sendo sincera em seu propósito.

E como criar uma marca mais autêntica? Falando como um ser humano, com um estilo de comunicação direto e com os pés no chão. Formalidade excessiva e explicações muito longas podem ser perigosas para seus negócios, porque contrastam com o estilo pessoal dos seus consumidores. Já que a marca pode parecer inacessível ou até esnobe.

  1. Reveja suas premissas.

Millennials estão mudando o status quo por não seguirem os hábitos de consumo das gerações passadas e estão atrasando marcos significantes da vida, como casar, ter filhos e comprar uma casa. Então, para ter sucesso com eles, a sua empresa deve partir de premissas diferentes das usadas anteriormente.

Os millennials querem ser inclusos no processo de tomada de decisão, além de participarem de grupos focais ou redes sociais. Eles querem ser influenciadores respeitados, contribuírem com ideias e desenvolver conceitos e estratégias. Eles querem que suas vozes sejam ouvidas nos estágios mais primários do desenvolvimento de um produto e formas de comunicação inovadoras.

Agora, uma das perguntas mais frequentes: Como recrutar millennials para projetos de pesquisa?

Bom, preparamos algumas boas dicas para vocês!

  1. Aproveite suas mídias sociais.

Não é nenhum segredo que os millennials são grandes usuários de redes sociais, e essas páginas são um bom ponto de partida para engajá-los.

Você pode usar essas mídias para que os millennials entrem nas plataformas específicas ou ampliar o engajamento deles na comunidade de insights. Por exemplo, se você representa uma empresa de esportes, você pode encorajar os fãs a usarem determinada hashtag se desejarem ser convidados para a comunidade.

  1. Trate eles como pessoas importantes.

Durante todo o processo de recrutamento, você deve explicar aos millennials o que pode significar para eles participar da sua comunidade de insights. Desde o começo, você deve usá-la para fazer com que os seus consumidores se sintam especiais. Você pode conseguir prestando atenção nos:

  • Nomes: A concepção da comunidade como um grupo exclusivo de consumidores leais ajuda a atrair os millennials. Para isso, você deve escolher o nome correto para a comunidade. Alguma coisa como “Consultores oficiais” ou “Espaço VIP” vai reforçar o status especial do grupo.
  • Incentivos: O valor intrínseco de ser um membro da comunidade é importante, mas os incentivos certos podem também fazer com que os membros millennials se sintam especiais. Edições limitadas, acesso a eventos exclusivos e vantagens difíceis de encontrar podem ser bem atrativas.
  • Conteúdos: É importante divulgar conteúdos exclusivos na comunidade, além de expor os feedbacks recebidos. Use sua comunidade para dialogar com o consumidor, compartilhar resultados de estudos e dar regularmente informações privilegiadas.

Como eu mantenho os consumidores millennials engajados?

Muitos millennials estão sempre realizando várias tarefas ao mesmo tempo e adoram novidades. Ou seja, a probabilidade de eles entrarem na sua comunidade é bem grande. Mas poucos se manterão engajados por muito tempo. Portanto, a obtenção de feedbakcs contínuos requer que as marcas tenham uma boa estratégia de abordagem para manter os millennials focados por longos períodos. Aqui estão algumas táticas efetivas:

  1. Mantenha suas atividades curtas.

Ter uma plataforma responsiva já é obrigatório se você quer os millennials por perto. Mas isso não adianta muito, se você costuma lançar pesquisas longas e tediosas.

Mantenha suas pesquisas muitos curtas e direto ao ponto. Lembre-se: É melhor fazer vários estudos do que fazer um único estudo muito longo.

  1. Crie atividades que são divertidas, visuais e sociais.

Você deve dar aos millennials mídias sociais divertidas, ajustando suas atividades de pesquisa para replicar as experiências que eles têm online. Sua marca precisa conhecer e falar a linguagem dos millennials para se manter atual.

Essa é uma audiência muito visual. No lugar de uma pesquisa típica, apenas com texto, aqui estão alguns exemplos de atividades de pesquisa mais divertidas para que você pode utilizar:

  • Peça para eles subirem fotos do lanche favorito ou de algum objeto que eles gostam muito.
  • Desafie eles a tirarem selfies criativas para eles mostrarem como usam seus produtos.
  • Use coisas parecidas com emoticons para perguntar a eles sobre sua satisfação com seus produtos ao invés de usar uma escala de satisfação típica.

Além disso, o seu design de pesquisa precisa estar adaptado ao formato que os millennials estão acostumados. É sempre bom que os seus membros se expressem de uma variedade de formas e que isso possa mantê-los engajados e excitados em contribuir.

Esperamos que vocês já estejam preparados para lidar e engajar com seus consumidores millennials.

Para mais conteúdos como esse, nos siga no Facebook e Twitter!