4 lições de marketing para aprender com o Google Glass
12 de agosto de 2016
Brasileiros fazem compras online, apesar da crise
22 de agosto de 2016
Ver todos

Como todos nós já estamos cansados de saber, inovar é algo necessário para a sobrevivência das empresas no mundo de hoje. Essa inovação pode aparecer no produto, na entrega, na embalagem ou no atendimento. O importante é não deixar de inovar na busca pela melhor experiência do usuário com o produto ou serviço da empresa.

Porém, ainda existe algo problemático na maioria das iniciativas inovadoras empresariais. Geralmente as motivações para a inovação são mais reações a projetos dos concorrentes e corridas para acompanhar grandes tendências do que realmente vontade de criar algo de valor para o cliente. Essas motivações podem até ser bons pontos de partida para começar a pensar em inovação. Mas se persistirem, normalmente não oferecem bons resultados. Isso porque existe um ingrediente muito importante que não está presente nesse processo.

E qual é esse ingrediente tão fundamental? O insight! No mundo de hoje, as marcas que tem um verdadeiro e profundo conhecimento dos seus consumidores estão ganhando muitos pontos à frente dos demais concorrentes. As marcas precisam entender os valores do consumidor e suas necessidades melhor que ninguém! E isso não significa só ficar de olho no que a concorrência está fazendo, significa saber o que o seu consumidor está sentindo. Não o que ele pensa sobre uma tendência, mas o que está faltando na vida dele. O seu consumidor deve olhar para o produto, embalagem ou ideia nova e sentir que é tudo o que ele precisava, que foi feito para ele. A reação esperada é: “Como é que ninguém nunca pensou em uma coisa dessas antes? ”

Para isso, as empresas precisam conduzir as suas inovações de acordo com os insights produzidos pelos consumidores. E existem inúmeras formas de fazer isso. Tantas que muitas empresas ficam um pouco perdidas por não saber por onde e como começar. Então, para tentar facilitar sua busca pelas melhores ideias, separamos três dicas especiais para a sua empresa conquistar um grande sucesso.

1 – Procure Insights dos seus clientes reais

ideiasboasQuando falamos em insights, estamos falando de um entendimento mais focado e mais profundo das vontades do consumidor do seu produto. Muitas empresas acreditam que, fazendo um apanhado das vontades que os consumidores gerais manifestam, podem pensar as melhores inovações. Mas, na prática, não é bem assim que funciona. Porque as inovações mais interessantes do seu produto específico para o seu consumidor específico devem ser pensadas com base em insights específicos. É importante que você esteja focado na captura da percepção real dos seus clientes sobre o produto que você quer comercializar e focar nas vontades que ele manifesta e nas que ele não manifesta também. Dessa forma, pode vir a ter uma prática da inovação de grande sucesso.

2 – Convide o consumidor a participar

Melhor do que tentar saber qual seria a melhor inovação para o consumidor, é fazer com que ele participe do processo de inovação. Muitas empresas estão criando páginas e comunidades específicas, onde os consumidores são incentivados a conduzir a inovação dando sugestões e interagindo diretamente com a organização. Essa forma de buscar uma co-criação ativa tem sido o caminho de sucesso para várias empresas em busca de mais inovação.

3 – As falhas devem ser rápidas

Falhar não é necessariamente uma coisa ruim, como se pensa. Pelo contrário, as falhas são muito bem-vindas porque oferecem a oportunidade mais efetiva de aprendizado. Porém, é preciso que as falhas tenham o menor impacto possível no resultado das inovações e da empresa. Para que isso ocorra, é preciso que a organização siga uma das regras mais fundamentais para a inovação: faça protótipos sempre que possível. Prototipar significa tirar as ideias do papel e tentar fazer algo que possa realmente ser usado e testado pelos seus consumidores. No processo de inovação, é importante que a empresa saiba rapidamente quais ideias merecem ser levadas a diante e quais são prováveis fracassos. E quanto mais rápido isso acontecer, melhor! Porque as empresas podem focar nas ideias que tem mais chances reais de sucesso.

Seguindo esses três princípios, ficará mais simples para a sua empresa captar os melhores insights do consumidor e conseguir desenvolver as inovações de maior sucesso.

Com as respostas em mãos, parta para a criação e a entrega de um conteúdo realmente relevante!

Para mais conteúdos como esse, nos siga no Facebook e Twitter!