Principais tendências do Marketing Digital para 2017

Possíveis tendências digitais em 2017
2 de janeiro de 2017
Previsões das tendências de pesquisas de mercado em 2017
23 de janeiro de 2017
Ver todos

Principais tendências do Marketing Digital para 2017

12/01/2017

O “Resultados digitais” publicou em sua página as entrevistas da “SEM Rush” com os 20 especialistas em Marketing Digital e compartilhando as principais tendências digitais nas áreas do marketing e empreendedorismo que irão influenciar positivamente no mercado digital em 2017.

As tendências citadas são das áreas de E-mail Marketing, Relações Públicas e Social Media, SEO (Search Engine Optimization), Marketing de Conteúdo e E-commerce.

E-mail Marketing

O E-mail de Marketing é uma das ferramentas de marketing mais utilizada, no entanto para 2017, de acordo com Jhon Viana, Fundador do Impulsor Digital:  “ A utilização do E-mail Marketing precisa ser feita de forma assertiva, evitando spam e similares. Sabemos que nem todas as empresas respeitam isso, algumas até compram listas de e-mail (coisas que não é legal) e saem por aí enviando e-mails de venda. Até os servidores comuns, como Gmail, Hotmail, Yahoo, entre outros, perceberam isso e começaram uma verdadeira campanha contra spamers. Eles criaram e otimizaram algoritmo para enviar esse tipo de e-mail nas caixas de entrada de seus clientes. ” A solução seria “para combater isso, a melhor forma é criar sua própria lista de e-mail, coisa que já é comum entre empreendedores digitais da atualidade. ”

Outra tendência para o E-mail de Marketing Pedro Renan, CMO da We do Logos, é “apostar na segmentação e behavior target para melhorarmos nossos resultados com E-mail Marketing. Dessa forma esperamos atingir o usuário no detalhe máximo da sua personalização e com isso aumentarmos o engajamento e receita. ”

Relações Públicas e Social Media

De acordo com Sara Zimmermann, consultora e professora de Planejamento Estratégico, Marketing Digital e Inbound Marketing & Sales: “Em 2017, o vídeo entra ainda mais em cena como favorito do público das redes sociais. Ele também está mais certo das suas preferências, e você tem que acompanhá-lo, seguindo as regras de cada mídia. ” Além disso, Zimmermann conta que “a briga entre Google AdWords e Facebook Ads vai aumentar, e espera-se que os anúncios do Facebook encareçam em até 5 vezes em 2017. Com o aumento do investimento na maior rede social do mundo, os budgest reservados para os links patrocinados do Google estão caindo. Com isso, o Google AdWords deve ser ainda mais atualizado, com opções de segmentação e outras informações de BI relevantes para atrair anunciantes. ”

Para Carlos Muller, consultor, professor, palestrante e estrategista de Marketing Digital Co-Fundador da CreativeBuzz, as transmissões ao vivo irão ganhar mais destaque elevando a experiência de vídeo em uma nova proporção, trazendo imagens ao vivo de eventos em qualquer parte do mundo, o Facebook Live é uma das promessas nas redes sociais.

Felipe Spina, growth hacker na Resultados Digitais cita que “outra tendência é o web scraping para extrair dados a partir de uma outra fonte, como um outro site ou banco de dados. Dessa forma, você poderá ter mais informações sobre possíveis clientes para prospectar. ”

SEO 

Segundo Jhon Martin, CEO da Seo martin, “a intenção será mais importante do que as palavras-chaves”, ou seja, “a capacidade de processamento dos mecanismos de pesquisa cresce de maneira ridícula, e isso proporciona um melhor entendimento da intenção de pesquisa que passa a analisar muitos aspectos, inclusive retornar resultados semânticos. ” Martin cita um exemplo, “imagine que ao pesquisar por uma “bolsa barata” o Google pode exibir uma bolsa usada no brechó mais perto da sua casa, as possibilidades são imensas.” Dessa forma, “isso significa que não basta ajustar o meta tittle com base nas pesquisas, mas fornecer informação e conteúdo suficiente em suas páginas para que o Google consiga entender todas as possibilidades em que pode exibir seus produtos ou posts. ”

Para Daniel Imamura, diretor de operações da Consultoria Digital “a dica de SEO para 2017 é aprimorar os sites para mobile, desde um layout responsivo até mais recente AMP. Ter um site otimizado para dispositivos moveis além de colaborar para buscas pode ser o grande diferencial para fazer o seu site converter muito mais. ”

Marketing de Conteúdo

Marketing de conteúdo prossegue como o meio essencial para qualquer campanha de marketing no mundo digital, sendo cada vez mais competitivo. Rodolfo Benetti, diretor de marketing da Orgânica Digital, fala que o segredo para superar essa competitividade é “focar no conteúdo de qualidade, que eduque, que ajude o usuário e seja relevante é um passo sem volta para quem quer se destacar a internet. ”

Uma das dicas sugeridas por Renato Mesquita, gerente de marketing, é atualizar os conteúdos antigos. Além de não precisar produzir novos conteúdos, uma simples atualização no antigo artigo pode ser um diferencial no seu resultado orgânico. De acordo com Mesquita, “as melhores oportunidades para atualização então entre a 10º e a 20º posições nos motores de busca. Encontre esses artigos do seu blog, identifique as melhores oportunidades e atualize essas peças agora! ”

E-commerce

Devido à crise econômica no Brasil que assolou no ultimo ano, tem aumentado as lojas virtuais de micro e pequenos empresários como boa alternativa de baixo custo inicial para os varejistas que antes vendiam off-line e viam as vendas diminuírem. Para Rodolfo Benetti, “uma forte tendência nas redes sociais é uma maior integração diretamente com o e-commerce. Twitter e Facebook já tem seus botões “compre agora”, porém para aproveitar essas oportunidades, os e-commerces têm, que se adaptar ao mobile, pois no Brasil quase 70% dos acessos ao Facebook são feitos a partir de smartphone ou tablets. Destaque também para o fato de ser uma forte tendência as menções sociais influenciando no SEO dos sites. Torna-se fundamental levar isso em conta e aproveitar essa oportunidade. ”

Para mais detalhes da matéria veja aqui.

Confira também os artigos sobre as 5 pergunta para fidelizar os seus clientes e as possíveis tendências digitais para 2017.

E para receber mais conteúdo como esse, nos siga no Facebook e Twitter.

Fonte