Impacto do zika vírus no planejamento familiar

Como engajar os millennials?
8 de setembro de 2016
Como não perder seu trabalho para uma máquina
20 de setembro de 2016
Ver todos

Após sua associação com a ocorrência de casos microcefalia em recém-nascidos, o zika vírus passa a ser uma preocupação para as grávidas brasileiras.

Febre, erupções cutâneas, conjuntivite e mal-estar são alguns dos sintomas dessa infecção viral que vem preocupando muito as grávidas e mulheres que pretendem ter filhos no Brasil. No ano de 2015, foram divulgadas pesquisas que relacionavam a doença transmitida pelo aedes aegypt com casos de recém-nascidos com microcefalia. Dentro desse contexto, a eCMetrics e a eCGlobal realizaram uma pesquisa com 786 mulheres para avaliar o nível de impacto que o zika vírus está gerando no planejamento familiar brasileiro. As respondentes da pesquisa têm entre 25 e 45 anos e pertencem às classes A, B e C.

Entre as mulheres entrevistadas, 65% afirmaram que o zika vírus teve impacto na sua intenção de ter filhos. Esse impacto foi maior ainda entre as respondentes da classe A e entre as mais jovens. Quando perguntamos de que forma esse impacto se deu, quase 7 em cada 10 mulheres afirmaram ter adiado a gravidez ou estarem se cuidando para não engravidar. O que pode ser observado no pequeno número de mulheres que estão grávidas ou pretende ficar nos próximos 12 meses, apenas 19%. Entre as mulheres mais jovens (de 25 a 34 anos) essa porcentagem também não chega aos 20%.

Entre as mulheres que já estão grávidas ou que estão tentando engravidar, 74% demonstraram alguma preocupação com a ameaça do zika vírus. E 93% das mulheres gravidas entrevistadas estão se precavendo em relação à ameaça viral: elas aumentaram as visitas ao obstetra, estão evitando ambientes de contato com o mosquito e/ou estão passando repelentes constantemente.

Para ver os resultados e análises completas dessa pesquisa, disponibilizamos gratuitamente uma apresentação completa com os resultados! É só clicar no link abaixo e se inscrever!

Apresentação Zika

Confira também nossas pesquisas sobre Os hábitos de consumo online dos brasileiros e As percepções dos brasileiros sobre o Uber.

Não deixem de nos seguir nas redes sociais para ver mais conteúdos como esse!